04 jan

Falha em lidar com o crescente consumismo entre os pacientes nos sistemas de saúde

Tem havido um crescente consumismo na área da saúde, exemplificado pelo aumento
no acesso a informações sobre saúde na Internet e outras mídias (Calabretta, 2002;
Frosch e Kaplan, 1999; Gerteis et al., 1993; Mansell et al., 2000; Mazur e Hickam,
1997). Em grande parte como resultado da Internet, os pacientes e suas famílias agora
estão mais bem educados e informados sobre seus cuidados de saúde. Como
consequência, alguns pacientes querem poder tomar suas próprias decisões sobre
diagnóstico e tratamento, trazendo suas próprias informações e valores, na expectativa
de que, junto com seus profissionais de saúde, administrem sua doença ou enfermidade
(1998).
https://www.allcross.com.br/leads/medsenior-bh/
Em uma pesquisa, apenas 16% haviam buscado informações sobre saúde pela
Internet. Enquanto em outro, 76 por cento dos entrevistados disseram ter pesquisado na
Internet informações sobre saúde. Nessa pesquisa, 83 por cento dos entrevistados
disseram que gostariam que os resultados de seus testes de laboratório estivessem
disponíveis online, e 69 por cento expressaram seu desejo de gráficos online para uso no
monitoramento de suas condições crônicas ao longo do tempo. Uma pesquisa anual
Harris Interactive Survey de 1998-2002 mostra um aumento constante de adultos que às
vezes procuram informações sobre saúde online. Uma pesquisa mostrou que os
indivíduos abrangem o espectro de educação e renda.